Buscar

PESSOAS COM OSTEOPOROSE PODEM FAZER MUSCULAÇÃO?


A osteoporose é uma doença sistêmica caracterizada por uma baixa massa óssea e deterioração da microarquitetura do tecido ósseo com consequente aumento na fragilidade esquelética, predispondo facilmente a fraturas (ACSM, 2007).

Entre os fatores de risco devemos pensar em: herança genética, sexo feminino (principalmente após a menopausa), deficiência de hormônio estrógenos, fatores dietéticos, baixo peso, uso prolongado de corticosteróides, fumo e sedentarismo, podem desencadear o surgimento da osteoporose.

A atividade física ou a prática regular de exercícios físicos influenciam a manutenção das atividades normais ósseas, e por este motivo a atividade física vem sendo indicada no tratamento da osteoporose.

A maioria dos trabalhos científicos demonstra uma relação positiva entre a prática da musculação com alta intensidade e a melhoria da densidade mineral óssea (BÁLSAMO e SIMÃO 2005). O treinamento resistido (musculação) mostra-se capaz de prover estímulos para aumentar a força muscular e a formação óssea (JOVINE et. al. 2006).

A musculação pode trazer ainda, mais benefícios para pessoas com a doença, como aumento de massa muscular, que melhorará o aumento de massa óssea (ou reduzir a sua perda), melhor equilíbrio que diminui o risco de quedas e fraturas por causa da osteoporose. A prática da musculação possibilita uma pessoa a ter uma independência física para realizar as atividades da vida diária e ter uma população com qualidade de vida (NAVEGA, et al, 2003).

Sendo assim, procure sempre a ajuda de um profissional de Educação Física para o melhor direcionamento quanto ao exercício. É necessária a realização de exercícios mais específicos e direcionados, sendo a musculação como componente fundamental para a melhora do quadro clínico geral.


Bruna Rossi – CREF-4 Nº 069859-G/SP , personal traine

3 visualizações

Posts recentes

Ver tudo